Jun
03

ANTT critica restrição de tráfego na Via Dutra
Imprimir
PDF

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) criticou ontem o decreto do prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias, que proíbe a circulação de caminhões na Rodovia Presidente Dutra, no sentido São Paulo-Rio de Janeiro, na altura daquele município, entre 5h às 10h, de segunda a sexta-feira. A medida vai vigorar a partir de 19 de junho, prazo dado para que as empresas de transporte de carga se adaptem aos horários.

O descumprimento poderá gerar até 11 penalidades.

Segundo o diretor-geral da ANTT, Bernardo Figueiredo, o prefeito não pode legislar sobre uma rodovia federal, o que é de competência da agência reguladora: - A ANTT reconhece os problemas de trânsito na região e existe uma proposta de solução, que está no contrato de concessão. Nesse momento, a Agência e a NovaDutra estão estudando essa medida de médio prazo, que é a construção das marginais - disse ele.

Em meio à polêmica, ontem de manhã, cerca de 25 agentes da Defesa Civil municipal e da Secretaria do Meio Ambiente de Nova Iguaçu estiveram na Rodovia Presidente Dutra, na altura do km 174, sentido Rio, distribuindo panfletos com as novas regras de tráfego. A ação contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal. Só no trecho de Nova Iguaçu, circulam diariamente, pela manhã, cerca de 2.500 caminhões em direção ao Rio.

Segundo Figueiredo, um grupo de trabalho com representantes da ANTT e da NovaDutra vai avaliar medidas para desafogar o trânsito: - Uma delas pode até ser a restrição de veículos pesados no horário de pico para minimizar o problema mas, se for essa a melhor solução, só será feita em outros termos jurídicos.

Segundo a Prefeitura de Nova Iguaçu, o decreto visa reduzir a emissão de poluentes na cidade e melhorar o tráfego.

O presidente do Sindicato dos Caminhoneiros, Nélio Botelho, pretende entrar na Justiça contra a medida que, segundo ele, "vai comprometer o escoamento da economia nacional".
 


 

Escrito por Administrator.

casus telefon
casus teleon
casus telefon